João Abdalla

Rio de Janeiro - RJ


 

Política, Educação

Sobre

João Abdalla é um jovem carioca de 19 anos. Em 2019, foi um dos poucos brasileiros aceitos em Harvard, uma das melhores universidades do mundo. João é co-fundador da RioMUN, uma simulação da ONU que atrai jovens de todo o Brasil. Formado no Colégio Militar do Rio de Janeiro, João foi responsável por reativar o grêmio estudantil e criar um clube para jovens interessados em aplicar para as universidades americanas. Atualmente, João se prepara para se mudar para os Estados Unidos e começar o primeiro ano na universidade. O seu maior sonho é mudar a política brasileira.

Em 2000, João nasce na cidade do Rio de Janeiro.

Influenciado pela mãe, que é professora de português, João se destaca na escola Jardim Escola Rosa Alves Moreira por ir bem nos estudos.

Em 2012, João ingressa no Colégio Militar do Rio de Janeiro para o seu Ensino fundamental II.

João inicia o Ensino Médio no ano de 2016. Nesse mesmo ano, João começa a participar de Simulações da Organização das Nações Unidas (ONU), uma atividade acadêmica que reproduz na prática o modo como são realizadas as reuniões nas Nações Unidas. Ele identifica-se bastante com a atividade e por conta disso torna-se um dos alunos a convencer o seu colégio a oficializar as simulações como uma atividade extracurricular. Ao longo do seu Ensino Médio, João participa de diversas simulações no Rio e em outros estados do Brasil. Também começa a participar de Olimpíadas Científicas e ganha uma menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (OBFEP).

Em 2017, João se torna um dos co-fundadores da RioMUN, uma simulação da ONU que ocorre dentro do seu colégio. João atua como um dos principais organizadores do evento, que atraía participantes de todos os estados do Brasil. Nesse ano, João também se dedica a reviver o Grêmio Estudantil de seu colégio, uma vez que a união dos estudantes para tal fim havia sido proibida pela diretoria. Em 2018, ele consegue a permissão para formar uma chapa do Grêmio e é eleito como Vice-Presidente.

Em 2018, João começa a dar aulas de inglês para crianças em comunidades carentes próximas ao local onde ele morava. Também é aceito em julho no programa de Mentoria da Associação de Estudantes Brasileiros no Exterior (BRASA). Além disso, ele se voluntaria para ajudar na campanha política do deputado estadual Renan Ferreirinha e é nomeado coordenador de mobilização da campanha. Já no final do ano, João cria um clube denominado “Clube do Application” em seu colégio, onde alunos compartilham conhecimento sobre o processo seletivo para a entrada em universidades americanas.

João se prepara para começar os estudos na Universidade de Harvard, uma das instituições mais prestigiadas do mundo. Seu maior sonho é mudar a política no Brasil.